skip to Main Content
Sistema Acadêmico ENTRAR

Política de desenvolvimento de coleções

1. APRESENTAÇÃO:

Dado o volume crescente de produção na literatura universal, bem como o elevado custo das publicações, torna-se impossível a qualquer biblioteca poder contar com todo material bibliográfico indispensável ao atendimento de seus usuários.

Com muita oferta de informação, recurso limitado para aquisição além do espaço necessário para o armazenamento, torna-se imperiosa a adoção de uma Política de Desenvolvimento de Coleções que determine os critérios e as diretrizes para a aquisição, manutenção ou descarte do material bibliográfico.

Esta política torna-se o instrumento de planejamento e execução dos processos de aquisição e seleção da biblioteca visando a formação ideal do acervo.

Não será constituída Comissão de Avaliação e caberá a biblioteca consultar os Coordenadores e Diretores durante os processos de avaliação, seleção e descarte das coleções.

2. OBJETIVO:

Visa o planejamento do crescimento, atualização e renovação constante das coleções, para atender às atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas pela FTESM.

3. FORMAÇÃO DO ACERVO:

O acervo da biblioteca, estruturado para um efetivo atendimento da demanda de informações, compreende dimensões diferenciadas, consideradas na aquisição. Sua formação também está vinculada aos recursos orçamentários da FTESM e aos programas de ensino dos cursos de Graduação e Pós Graduação das Faculdades.

  • COLEÇÃO DE REFERÊNCIA
    Enciclopédias, dicionários, bibliografias e outras ferramentas que facilitem o controle bibliográfico e a recuperação da informação.
  • COLEÇÃO DE ‘LASTRO’ OU BÁSICA
    A Biblioteca Universitária desenvolve e preserva uma coleção fundamental ou básica que propicie as atividades de pesquisa, determinando os títulos básicos e complementares, em cada disciplina, compreendida nos cursos oferecidos pela FTESM.
  • LITERATURA CORRENTE
    Inclui livros, periódicos e outros materiais bibliográficos ou especiais que complementam a Coleção Básica.

4. NÍVEL DO MATERIAL BIBLIOGRÁFICO:

Os critérios são considerados na seleção, tendo em vista os níveis de especificidade do material bibliográfico:

  • Nível geral – suprir necessidades gerais dos programas de graduação.
  • Nível de graduação – servir de suporte efetivo ao ensino de graduação. Inclui todos os tipos de material de referência, índices, bibliografias e publicações periódicas.
  • Nível de pesquisa – suprir as atividades acadêmicas de meios que lhes permitam associar o ensino à pesquisa e servir de base aos programas dos cursos de especialização.

5. TIPO DE MATERIAL BIBLIOGRÁFICO E ESPECIAL:

Material bibliográfico: subdivididos em dois tipos, ou seja, os documentos primários e os documentos secundários.

  • Documentos primários
    Livros, monografias, manuais, congressos, publicações oficiais, periódicos (seriados, revistas e jornais), normas técnicas, patentes, folhetos, teses e dissertações, relatórios técnico-científicos.
  • Documentos secundários
    Coleção de referência: enciclopédias, guias e manuais, glossários, vocabulários, dicionários, bibliografias e índices.
  • Material especial
    Coleções especiais de alto custo, mapas, plantas, filmes, CD-ROM, fitas de vídeo, disquetes, etc.

6. DUPLICAÇÃO DE COLEÇÕES:

A manutenção da qualidade do acervo não deve ser sacrificada à duplicação desnecessária de títulos, adotando-se, como critério de duplicação, a intensidade do uso e o número de alunos matriculados por curso que utilizam determinado título, indicado nas ementas dos cursos.

A prioridade para duplicação é dada aos livros da coleção básica e didática, visando ao empréstimo domiciliar.

7. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO:

7.1 COMPRA
São observados os seguintes critérios:

  • Bibliografias Básica e Complementar indicadas nos Planos Pedagógicos dos cursos;
  • línguas a serem cobertas;
  • área especifica abrangida;
  • delimitações cronológicas;
  • tipos de material a serem incluídos;
  • áreas de assuntos a serem cobertas;
  • indicação de professores e alunos;
  • edições atualizadas;
  • qualidade do conteúdo;
  • demanda;
  • quantidade do material em relação ao acervo existente e o número de usuários em potencial;

Cabe à Biblioteca e à Coordenação dos cursos efetuarem o levantamento bibliográfico para aquisição.
Cabe à Presidência da FTESM autorizar a compra.

A compra é realizada 2 vezes ao ano, a cada início do período letivo, podendo ser feita em intervalos menores para suprir necessidades específicas.

7.2 DOAÇÕES
São aplicados os mesmos critérios adotados pela compra (ver 7.1)

  • Cabe à Biblioteca efetuar a seleção das obras recebidas;
  • Em se tratando de coleções acima de 20 volumes, o doador deve, para fins de pré-seleção, enviar à Biblioteca uma relação das obras que pretende doar ou solicitar.

A FTESM se reserva o direito de descartar ou permutar as doações que não forem de interesse para os cursos.

7.3 BAIXA DE MATERIAL

  • Eventualmente é efetuada a baixa do material danificado e do material efêmero, prescrito, extraviado e obsoleto, preservando-se, entretanto, os títulos e coleções que sejam de interesse dos programas de pesquisas da FTESM;
  • Por baixa entende-se a exclusão do material bibliográfico do acervo e/ou dos registros da biblioteca;
  • Por retirada entende-se a transferência do documento do acervo para o processo de permuta ou doação, com as devidas anotações nos registros da Biblioteca;
  • É considerado material efêmero qualquer documento cujo conteúdo tenha valor informativo temporário ou relativo;
  • É considerado material danificado todo documento que apresente mutilações graves ou cujas condições materiais sejam tão ruins que não se justifique sua restauração;
  • É considerado material obsoleto qualquer documento que comprovadamente não tenha sido utilizado num período de tempo de cinco anos e que não tenha valor para pesquisa e histórico;
  • A baixa é efetuada rotineiramente nos livros extraviados e em concordância com a temporalidade do material efêmero ou com o grau de utilização em questão;
  • A retirada do material obsoleto é efetuada periodicamente, por ocasião da realização do inventário geral da Biblioteca, obedecendo aos seguintes critérios:
    • utilização pelos usuários;
    • princípios gerais de aquisição;
  • A seleção é efetuada pela Biblioteca, cabendo à Coordenação dos cursos a decisão quanto à baixa definitiva.

8. RESPONSABILIDADE DA SELEÇÃO E ATUALIZAÇÃO:

8.1 SELEÇÃO QUALITATIVA
Cabe ao corpo docente a seleção dos títulos que compõe as bibliografias das ementas das Disciplinas e à Biblioteca, informações sobre o acervo e sobre os lançamentos do mercado.

Cabe as Coordenações dos Cursos o envio das bibliografias dos Programas das Disciplinas sempre que houver implantação de novos cursos e/ou mudança de currículo e, à Biblioteca, as providências para atualização do Acervo.

Cabe a Biblioteca receber e avaliar sugestões do corpo docente e discente e submeter a apreciação das Coordenações. Estas obras são adquiridas conforme disponibilidade orçamentária e de acordo com a especificidade do assunto e, poderá também ser submetida a avaliação de um especialista para analisar a relevância do assunto.

Para a renovação e inclusão de novos títulos de periódicos é feita uma avaliação nas estatísticas de uso visando obter subsídios para renovação ou cancelamento das assinaturas correntes.

Cabe ao corpo Docente, via Coordenação do Curso, a indicação de novos títulos de periódicos para assinatura e, a Biblioteca, proceder avaliação de relevância para o acervo e submeter a autorização de liberação orçamentária.

É dada uma atenção especial a Coleção de Referência como enciclopédia, dicionários, vocabulários, normas, em razão da importância deste material. Cabe a Biblioteca obter subsídios quanto a qualidade e relevância da obra e consultar especialista da área e o corpo discente quando necessário.

São incorporados ao acervo, Materiais Especiais como CD-ROOM, DVD, Base de Dados, compatíveis com as áreas dos cursos oferecidos pela instituição, após seleção da biblioteca e avaliação conjunta com o Corpo Docente e Coordenadores de Curso.

8.2 SELEÇÃO QUALITATIVA

  • LIVROS
    São adquiridos todos os títulos da Bibliografia Básica Nacional, sendo no mínimo 3 exemplares por titulo, podendo variar para mais conforme a demanda e o número de alunos matriculados no curso.Para Bibliografias em outro idioma, a biblioteca disponibiliza apenas 1(um) exemplar de cada título.As obras de referência são atualizadas e são substituídas quando novas edições são lançadas e é adquirido 01 (um) exemplar de cada título.
  • PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS E MATERIAIS ESPECIAIS
    É realizada 01 (uma) assinatura para cada título, ficando a duplicação vinculada a uma necessidade devidamente justificada. Será adquirido 01(um) exemplar de cada título de material especial.

Rio de Janeiro, 01 de outubro de 2002.
Versão revisada e atualizada em 24/05/2012.

LEILA MOREIRA FERREIRA
Chefe da Biblioteca(CRB-2508)

Back To Top
Pesquisar