fbpx
skip to Main Content

O QUE É O DAP?

O DEPARTAMENTO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO (DAP) se constitui em um espaço multiprofissional cuja missão principal é acompanhar o itinerário formativo dos alunos visando ao aperfeiçoamento do processo de ensino-aprendizagem e de sua aplicação no mercado de trabalho.
O DAP assessora a Direção Acadêmica-FTESM, as Coordenações de Curso e articula-se com as CPAs-FTESM, promovendo intervenção especializada sempre que necessário para atingir os objetivos educacionais propostos pelos Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPCs).

Objetivos:

  • Atender aos alunos em suas necessidades individuais ou coletivas, emocionais e cognitivas na aprendizagem e no relacionamento com o interdisciplinar no mundo do conhecimento do Ensino Superior a partir de novas dinâmicas;

  • Incentivar a qualificação profissional dos alunos para que os mesmos apliquem seus conhecimentos acadêmicos de modo a favorecer a sua colocação no mercado de trabalho;

  • Contatar diversas Instituições que possam fazer parceria consolidando a relação Universidade- Empresa.

Em que o DAP atua?

O DAP atua em quatro frentes:

CENTRAL DE ESTÁGIO

É função do Serviço de Estágio organizar o Termo de Compromisso de Estágio, assim como o Manual de Orientação de Estágio Supervisionado, quer das Licenciaturas, quer dos bacharelados e ainda prestar ajuda a alunos em relação aos estágios, no sentido de contatá-los com empresas e instituições de ensino, quer através da própria IES, quer através dos Agentes de Integração. Contato com empresa e Instituições de Ensino para fortalecer as parcerias instituições.

SERVIÇO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO

O Serviço de Atendimento Psicopedagógico da FTESM, disponibiliza um apoio, permanente e especializado, que objetiva atender os seus discentes, visando eliminar, ou pelos menos atenuar, os principais fatores que causam, ou que poderão causar as suas dificuldades de aprendizagem.

SERVIÇO DE APOIO PSICOLÓGICO

Individual- Prestar apoio ao discente e eventualmente seus familiares, convidando-os ao exercício de colocar em palavras seus impasses e embaraços.

Rodas de conversa em sala de aula:

  • Identificar sinais de sofrimento psíquico nos alunos de primeiro ano, acompanhá-los e construir propostas inclusivas junto aos professores;
  • Discutir e transmitir valores éticos ligados à prática médica e também ligados ao ambiente acadêmico.
  • Maior aproximação da realidade que os alunos experimentam dando voz às suas dificuldades, expectativas e decepções;
  • Divulgar e facilitar o acesso dos alunos aos atendimentos individuais.

ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL E SUPERVISÃO ACADÊMICA

Os ingressantes no Ensino Superior, de um modo geral, sentem um impacto nas diferenças pedagógicas e metodológicas utilizadas no Ensino Básico, uma vez que a partir de então deverão ter autonomia em suas ações, esse apoio deve se prolongar por todo o curso para que o discente aprenda a superar suas dificuldades de conhecimentos básicos, de insegurança, de solidão, de dúvidas quanto às escolhas… até chegar a seu equilíbrio em todos os aspectos, já sem tantas inquietações.

Ao mesmo tempo, cabe ao setor incentivar o professor à atualização de suas práticas pedagógicas, desenvolvendo atividades e programas voltados à inovação do processo ensino-aprendizagem.

Veja aqui nossa Lista de Estágio

Back To Top
Pesquisar