fbpx
skip to Main Content
Mensagem Prof

Mensagem aos Professores, Alunos e Colaboradores da FTESM

Rio de Janeiro, 13 de abril de 2020

Prezados Professores, Alunos e Colaboradores:

Evocando o humanismo que cabe na Páscoa cristã, gostaria de tecer alguns comentários sobre os dias atuais.

A profissão médica é naturalmente humanitária. Quer o médico esteja com paciente ou não, ele deve estar dotado do humanismo que a profissão requer.

As atitudes, as condutas e as posturas do médico, noviço ou veterano, devem, portanto, serem sempre de amor ao próximo.

Cabe lembrar que o humanismo abomina o egoísmo e que o momento atual é de altruísmo. Espera-se, pois, caráter e nobreza de cada cidadão para que a crise seja vencida.

O bom senso, a lógica e a razão devem ser esperados de cada um de nós, assim como dos governantes, para que ultrapassemos a este momento.

A humanidade evolui à custa de seus erros, seus sofrimentos e das tragédias e catástrofes a que é submetida, apesar da hora atual nos ser desagradável é um momento de aprendizagem para o homem.

Espero que todos nós estejamos, como dizia o já falecido professor Doyle Maia, “atentos aos sinais”, para que possamos aprender com o que ocorre ao nosso entorno e evoluirmos como Seres Humanos.

Nada dura para sempre, este momento por mais de agruras que seja vai passar. Devemos, pois, nos preparar para os dias que virão. Principalmente os jovens devem estar atentos e se cuidar para o futuro que nos aguarda.

Com certeza o Homem vai mudar melhorando suas relações de solidariedade e de civilidade e com isto o humanismo deverá evoluir.

A fragilidade do homem no momento atual nos faz lembrar (Camões; Lusíadas, c.1- v.106-9):

“Onde pode acolher-se um fraco humano,
onde terá segura a curta vida,
que não se arme e se indigne o Céu sereno,
contra um bicho da Terra tão pequeno?”

Espero que em breve venhamos a nos reunir e trocando nossas experiências possamos evoluir como Seres Humanos.

Por Prof. Dr. Raymundo Manno Vieira,
Diretor Acadêmico da Escola de Medicina das Faculdades Souza Marques.

Back To Top
Pesquisar